segunda-feira, 18 de julho de 2011

O terror do especismo: Golfinhos e tartaruga podem ter sido mortos pela ação do homem - por Moésio Rebouças

Golfinhos e tartaruga podem ter sido mortos pela ação do homem Quatro animais marinhos foram encontrados mortos, na manhã de terça-feira [12 de julho], em Praia Grande [litoral de São Paulo]. Dois golfinhos e uma tartaruga-verde estavam no Bairro Solemar e um outro golfinho, no Boqueirão. No final da tarde, um pinguim apareceu, vivo, no Mirim. No primeiro bairro, os animais apareceram por volta das 9h30."Uns caras que estavam limpando a praia viram e vieram trazer aqui no quiosque", conta Marcos Librelon Santos, que estava no local quando os golfinhos foram achados. Cerca de uma hora depois, conforme Santos, um menino que empinava pipa se deparou com a tartaruga-verde. "Acho que foi coisa de pescador. Tem muita rede de pesca aqui", lamenta Santos.De acordo com o inspetor do Grupamento da Guarda Costeira de Praia Grande, Delfo Almeida Monsalvo, duas toninhas (espécie de golfinho) ­ um macho juvenil e uma fêmea adulta, e a tartaruga-verde morreram por afogamento. Todos apresentavam marcas de rede pelo corpo.

"Eles ficaram presos na rede e o pescador descartou", comenta Monsalvo. "Os três foram encontrados perto do Rio Itinga, em frente ao quiosque 164. O proprietário do quiosque foi quem ligou para a Guarda Costeira", diz o inspetor.

Segundo ele, a bióloga do Grupo de Resgate e Reabilitação de Animais Marinhos(Gremar), Rosane Farah, colheu materiais dos três animais para exames, que serão realizados na sede do grupo, na Ilha dos Arvoredos, em Guarujá.O terceiro golfinho, encontrado no Boqueirão, seria levado para a USP, em São Paulo. Ainda ontem,no final da arde, um pinguim foi encontrado, com vida, na praia da Vila Mirim. O animal seria levado pela bióloga do Gremar para a Ilha dos Arvoredos.

Triste balanço
A Guarda Costeira recolheu este ano, somente em Praia Grande, 63 animais marinhos, entre aves, peixes e mamíferos. Desses, 22 saíram vivos do mar, mas 41 chegaram mortos à areia da praia, ou morreram logo após serem encontrados.

Fonte: A Tribuna On-line

2 comentários:

Jb disse...

É, é chumbo pra tudo quanto é lado.
Já leu essa entrevista sobre os golfinhos?

http://www.institutoninarosa.org.br/textos/271-entrevista-com-ilona-selke

Muito boa, surpreendente.Faz parte do pequeno lado bom da humanidade.

Provos Brasil disse...

Valeu pelo toque Ju!!!!